apoio ao cliente > Perguntas frequentes > Perguntas frequentes

Perguntas frequentes

Pode fazê-lo aqui, através da linha de apoio comercial 808 505 505 (custo de chamada local), ou se preferir, numa Loja ou Agente EDP. E para que o seu contacto seja mais rápido, tenha à mão o seu Cartão de Cidadão ou Bilhete de Identidade, nº de Contribuinte e o nº da matriz do prédio.

A potência que deverá contratar está diretamente relacionada com os equipamentos elétricos que pretende utilizar em simultâneo. Uma vez que a potência contratada implica custos na sua fatura de energia (taxa de potência), é importante que escolha a potência adequada às suas necessidades. Utilize o nosso simulador de potência e consumo para calcular a potência a contratar para a sua casa.

Pode fazê-lo através do telefone 808 505 505 (custo de chamada local).


Para mais informações consulte o site da EDP Distribuição.

Se todas as suas faturas estiverem liquidadas, basta preencher o formulário de Rescisão de Contrato que criámos para o efeito ou, se preferir, vá a uma Loja ou Agente EDP.


Sim. Siga o caminho >  a minha casa > Comunicação de Leituras
 
Propomos no entanto que se registe no edpOnline, onde  pode fazer a comunicação da leitura em tempo real, evitando com isso a possibilidade de erros e obtendo uma validação imediata da leitura comunicada.
No edpOnline tem acesso também a outros serviços. Experimente.

Os contadores são de leitura fácil.  No visor basta ver a informação numérica aí contida que representa os kWh já consumidos.
Alguns contadores mais antigos apresentam uma casa decimal, o algarismo mais à direita separado por uma vírgula ou escrito a vermelho. A casa decimal deve ser desprezada, pois a leitura dos contadores é considerada em números inteiros. Quando o algarismo das unidades está entre dois números deve comunicar o número mais baixo.
Nos contadores com múltiplos registadores deve-se ter em atenção o período horário a que a leitura corresponde, consultando a chapa de características.
 

Sim. Para isso basta comunicar-nos a leitura do seu contador, através do edpOnline, evitando a faturação do seu consumo com base em estimativas.
Lembramos que a EDP procede à recolha trimestral da leitura de todos os contadores. Se estiver em casa quando o leitor passar agradecemos que facilite a leitura.

 

Em casos excecionais o contador, como qualquer aparelho, pode avariar.
Daí resulta que o consumo de energia elétrica pode não estar a ser bem contado, resultando prejuízos para o cliente ou para o distribuidor e comercializador.


Para constatar se o contador está avariado, proceda da seguinte forma:

1) Desligue o interruptor geral do seu quadro de energia elétrica;

2) Passado algum tempo, o contador deve imobilizar-se. Se tal não acontecer o contador pode estar avariado; Neste caso, ou noutro em que suspeite que o seu contador não está a funcionar bem, ligue para a Linha EDP 808 505 505 e peça uma revisão do seu contador. Se o seu contador for digital possui um “led” de controlo que não deverá piscar, mantendo-se aceso ou apagado. 

 


Os consumos de energia elétrica são faturados com base na leitura do contador.
Na ausência de leituras reais do contador, são utilizados modelos de estimativa de consumo que garantem uma faturação fiável.
 
No caso de novos clientes considera-se o consumo padrão de um cliente com a mesma potência contratada e com o mesmo tipo de uso da instalação. Se já for cliente nessa instalação   e já tiver uma leitura após a ligação, o cálculo da estimativa é feito com base no histórico de consumos.

O principal módulo de cálculo de estimativa utilizado é o “Perfil de consumo”.

Este método passa pela aplicação, ao consumo médio diário, de uma ponderação (perfil) diária  que tem em conta a sazonalidade dos consumos e o período de tempo a que corresponde a estimativa. Existem vários tipos de perfis consoante a potência contratada e o consumo anual de energia. Os perfis de consumo são aprovados e publicados anualmente pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE).
 
Para mais informações sobre os métodos de cálculo de estimativas consulte o Guia de Medição, Leitura e Disponibilização de Dados em www.erse.pt ou em www.edpdistribuicao.pt.
 

O preço do kWh varia em função do nível de tensão (Baixa Tensão Normal, Média Tensão, etc.) e em alguns casos do período do dia em que é efetuado. Para informação detalhada consulte as Tarifas e Horários.

A Taxa ou Encargo de Potência é um valor facturado mensalmente que está associado à potência a disponibilizar para cada instalação. Consulte o tarifário  para obter mais informação sobre os valores em causa.

Pode, basta preencher o formulário de Alterações Contratuais, ou ligar para a linha de apoio comercial  808 505 505 (custo de chamada local) e solicitar a alteração da morada de envio da fatura. 

Entre em contacto com a linha de apoio ao cliente 808 505 505 (custo de chamada local) tendo à mão a sua a sua fatura e a leitura atual do contador. Verificando-se a existência de uma anomalia na faturação, a fatura será ajustada e receberá novo documento com o ajuste... Se preferir pode usar o formulário Reclamação Comercial.

 Consulte a questão: "O que posso fazer para pagar menos electricidade?"

A principal razão prende-se com as estações do ano.
Se verificar o seu histórico anual de consumos, disponível no edpOnline, repara que (provavelmente) nos meses de inverno a sua fatura é maior que no verão. As causas para isso são:

1) Sistemas de aquecimento ligados;
2) Menos horas de luz natural por dia;
3) Mais tempo passado em casa e mais equipamentos utilizados.

Além destas causas naturais, outras poderão fazer aumentar a fatura:

1) Aquisição de novos equipamentos elétricos;
2) Acerto de estimativa com uma leitura real;

 

A faturação de juros de mora/atraso de pagamento, decorre da aplicação da legislação* em vigor e aplica-se sempre que o pagamento de determinada fatura ocorre em data posterior à data limite de pagamento.
Os juros são calculados à taxa de juro legal em vigor, a partir do dia seguinte ao da data limite de pagamento da correspondente fatura, com um valor mínimo de 1,25€.

*Artigo 804º, 805º, 806º do Código Civil
*Artigo 201.º do Regulamento das Relações Comerciais

 

Os encargos de corte e religação, por facto imputável ao Cliente, estão relacionados com os custos em que a EDP Distribuição incorre pela deslocação dos técnicos ao local, para efetuar o corte, ainda que o mesmo não se concretize. Pode existir a deslocação e o corte não se realizar porque, por exemplo, o Cliente mostrou o comprovativo de pagamento que acabou de efetuar. Assim, o pagamento daquela deslocação, é sempre devido.

 

Sempre que agendamos um serviço com o Cliente (substituição de contador, recolha de leitura, etc.) e se verifica incumprimento por ausência de uma das partes, está prevista uma compensação* que será paga por quem foi responsável pela não realização do serviço.

Assim, caso tenha incumprido num agendamento com a EDP, debitar-lhe-emos, numa das faturas seguintes ao incumprimento, a respetiva compensação. Do mesmo modo, se o incumprimento for da responsabilidade da EDP ser-lhe-á creditada, numa das faturas seguintes ao incumprimento, a correspondente compensação**.
*art.º 36 do Regulamento da Qualidade de Serviço, disponível em www.erse.pt
** artº 51 do RQS

 

  1. Identifique a potência (Watt) do equipamento em causa. Normalmente os fabricantes indicam esse valor numa chapa ou etiqueta colocada de lado ou na parte de trás do equipamento. Se não existe essa indicação, mas apenas a intensidade de corrente (Ampere - A) e a tensão (Volt - V) são fornecidos, faça o seguinte cálculo:

    A X V = Watt

    (Em Portugal a tensão da rede é de 230V)
     
  2. Determine o consumo mensal do equipamento, multiplicando os Watts pelo número de horas de utilização mensal do equipamento. Por exemplo, se uma lâmpada fluorescente (36 W) está ligada 8 horas por dia, então por mês estará ligada 240 Horas (8x30 dias). O seu consumo mensal será de:

    Watts X horas utilização = Watts hora por mês
    36 X 240 = 8 640 Watts
     
  3. Determine os Kilowatt hora (kWh) consumidos por mês:

    Watt hora por mês / 1000 = kWh por mês

    8 640 / 1000 = 8,64 kWh
     
  4. Finalmente se quiser saber o custo deste consumo basta multiplicar os kWh por € 0,1011 (no caso da tarifa simples).

    8,64 kWh X 0,1011 = 0,8735 €

 A contribuição para o audiovisual de valor reduzido destina-se a clientes com uma situação de carência económica devidamente comprovada. O processo de identificação dos beneficiários do pagamento desta contribuição de valor reduzido é conduzido pela Direção Geral de Energia e Geologia. Têm direito ao pagamento da contribuição para o audiovisual de valor reduzido os consumidores de eletricidade para uso doméstico beneficiários de um dos seguintes abonos sociais:

     
- Complemento solidário para idosos;
- Rendimento social de inserção;
- Subsídio social de desemprego;
- 1.º escalão do abono de família;
- Pensão social de invalidez.      

A DGEG informa os comercializadores via  ORD/GPMC (operador de rede de distribuição) / (gestor do processo de mudança de comercializador) sobre os clientes que são elegíveis, sem necessidade de pedido por parte do cliente junto do comercializador.

 

Não. A contribuição para o audiovisual incide sobre o fornecimento de energia elétrica, sendo devida mensalmente pelos respetivos consumidores – deve portanto ser paga 12 vezes por ano. Todos os comercializadores de eletricidade estão legalmente obrigados a proceder à cobrança da contribuição para o audiovisual, nas faturas que emitem pelo fornecimento de energia, salvo se os seus clientes se encontrarem isentos do seu pagamento (consumo anual inferior a 400 kWh).


A contribuição para o audiovisual destina-se a assegurar o financiamento do serviço público de radiodifusão e de televisão, constituindo uma receita da Rádio e Televisão de Portugal, SGPS, S.A.
O valor cobrado referente à CAV é entregue à RTP.


Sugerimos que nos contacte através da linha de atendimento comercial, 808 505 505 (custo de chamada local) por forma a confirmar a morada de envio e verificar se existiu alguma anomalia na emissão ou envio da fatura.

Se ainda não passaram 5 dias - sobre a data limite de pagamento indicada na sua fatura - poderá proceder ao seu pagamento em qualquer caixa Multibanco ou Agente .
Passado esse prazo, contacte através da linha de atendimento comercial, 808 505 505 (custo de chamada local) por forma a que lhe atribuam uma nova referência MB e possa pagar nesse dia.


Tenha presente que, passado o prazo limite de pagamento, está sujeito à interrupção do fornecimento de energia elétrica.


Se tem pagamentos em atraso,  contacte a linha de apoio comercial 808 505 505 (custo de chamada local) e exponha o seu caso.

 

Sim. De acordo com a regulamentação em vigor, o fornecimentos de energia elétrica pode ser interrompido pelo distribuidor no caso de não pagamento, no prazo estipulado, dos montantes devidos.


A interrupção e eventual restabelecimento do fornecimento implicam custos e obrigações adicionais por parte dos clientes.

 

Não deve ter qualquer receio, já EDP Serviço Universal e os próprios bancos asseguram vários mecanismos que garantem a proteção de quem adere ao débito direto.


A fatura é remetida com cerca de 10 dias de antecedência face à data de realização do débito em conta, pelo que se detetar qualquer anomalia no valor a pagar, poderá sempre impedir o débito e contactar com a EDP Serviço Universal, que regularizará a situação.


Aquando da adesão a este sistema de pagamento pode definir um montante máximo a partir do qual o débito não se realizará;


A sua entidade bancária é obrigada a efetuar o reembolso de qualquer quantia debitada na sua conta através de débito direto, desde que efetue o pedido até 8 semanas após o débito*;


A EDP Serviço Universal, logo que uma situação desse tipo seja reportada age ou agirá com grande celeridade, no sentido de corrigir o respetivo erro.


* artigos 73º e 74º do Anexo I do Decreto-Lei nº 317/2009, de 30 de Outubro


 

Todos os contactos da EDP Serviço Universal encontram-se aqui. Visite Lojas e Agentes EDP , se preferir o contacto presencial.

 

O horário padrão das Lojas EDP é das 08:30 às 15:30 horas, com uma interrupção entre 12:30 e 14:00 horas para almoço. Algumas lojas praticam horários mais alargados, não encerrando para almoço ou abrindo mais cedo. Consulte Lojas e Agentes para obter uma informação mais detalhada sobre os horários de funcionamento.

 

Pode apresentar uma reclamação por escrito, usando o formulário que temos à sua disposição, ou se preferir através do da linha de apoio comercial 808 505 505 (custo de chamada local). A sua reclamação será devidamente analisada e respondida no prazo máximo de 15 dias úteis, a contar da data de receção da correspondência.


Sim. O Decreto-Lei 104/2010, de 29 de setembro, aplica-se a todos os clientes de Média Tensão, independentemente da potência contratada. Até 31 de dezembro de 2011 deve procurar um comercializador em regime de mercado.

Não. O seu contrato é um contrato de baixa tensão que classificamos de "normal", sendo que o Decreto-Lei 104/2010 apenas se aplica a contratos de baixa tensão especial que são aqueles onde a potência contratada é superior a 41,4 kVA.

Não. Contudo, a partir de 1 de janeiro de 2011 ficará sujeito a uma tarifa transitória fixada pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos, a qual pode não lhe ser vantajosa. Por esse motivo, aconselhamos a que consulte a lista de empresas comercializadoras reconhecidas pela Direção Geral de Energia e Geologia em www.dgeg.pt


Enquanto a energia ativa é necessária para produzir trabalho, por exemplo, a rotação do eixo do motor, a reativa é necessária para produzir o fluxo magnético indispensável ao funcionamento dos motores, transformadores, etc. No entanto, a energia reativa "ocupa espaço" no sistema que poderia ser usado por mais energia ativa, e aumenta as perdas nas redes de distribuição e nas instalações de utilização, pelo que o seu consumo deverá ser controlado.
 
O Fator de Potência traduz o grau de eficiência do uso dos sistemas elétricos. Valores altos de fator de potência (próximos a 1,0) indicam uso eficiente da energia elétrica, enquanto valores baixos indiciam o seu mau aproveitamento, além de representar uma sobrecarga para todo sistema elétrico.
Para cálculo da energia reativa a faturar utiliza-se o fator tg φ, que se define como o quociente entre a energia reativa e a energia ativa medidas no mesmo período.  Quanto maior for a tg φ menor será o Fator de Potência e maior será a energia reativa a transitar nas redes.

Atualmente a energia reativa indutiva consumida fora das horas de vazio é faturada ao cliente se o fator tg φ for superior 0,4.

Refere-se que a energia reativa capacitiva, injetada na rede nos períodos de vazio, também é faturada aos clientes, não prevendo a legislação publicada qualquer alteração às regras atualmente em vigor.

Em 1 de janeiro de 2011 entrou  em vigor o escalão correspondente a tg φ ≥ 0,5 e em 1 de janeiro de 2012 entrará o referente ao escalão 0,3 ≤tg φ < 0,4 e ainda a introdução do período de integração diário no cálculo (hoje mensal) para os clientes MAT, AT e MT.


Os fatores multiplicativos a aplicar ao preço de referência de energia reativa publicados pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos, por escalão de faturação de energia reativa indutiva são:

 

 DescriçãoFator multiplicativo
Escalão 1Para  0,3 ≤tg φ < 0,40,33 (a partir de 01.01.2012)
Escalão 2Para  0,4 ≤tg φ < 0,51,00
Escalão 3Para   tg φ  ≥ 0,53,00

 

NOTA: Os novos clientes beneficiam da isenção de pagamento de energia reativa durante o período de  8 meses, contados a partir da data de início do contrato.

Existem no mercado diversas soluções para a compensação da energia reativa. Geralmente passam pela instalação de baterias de condensadores. O investimento numa solução deste tipo será rapidamente recuperado por clientes que tenham valores elevados de consumo de energia reativa. Poderá consultar mais informação, assim como os despachos referidos, em www.erse.pt.


Para melhorar o funcionamento da instalação e dessa forma reduzir a fatura de energia reativa poderá consultar um técnico ou empresas especializadas em instalações elétricas. A EDP Serviço Universal através da empresa do Grupo EDP - EDP Serviços - disponibiliza-se igualmente para ajudar os seus clientes no desenho duma solução que permita a redução do fator tg φ.


CONTACTO COM A ÁGUA
Não toque em aparelhos elétricos quando está na banheira, no duche ou ao pé do lavatório, pois há perigo de eletrização e morte por eletrocussão. Basta ter as mãos ou os pés molhados para que isso possa acontecer.


LIMPEZA DE ELETRODOMÉSTICOS
Antes de limpar os aparelhos, como ferros elétricos, frigoríficos, misturadoras, etc., desligue-os sempre da tomada. Nunca os mergulhe em água nem lave debaixo da torneira. Os acessórios (lâminas, varetas) devem ser lavados separadamente.


CUIDADOS NO EXTERIOR

1) Quando utilizar um objeto metálico de grandes dimensões (escadas, canas de pesca, mastros), verifique que não toca nas linhas aéreas.
2) Se trovejar, não se proteja debaixo de uma árvore nem perto de um curso de água.
3) Não fixe cordas da roupa nem vedações a postes ou colunas elétricas.
4) Se encontrar um poste elétrico caído no chão, não lhe toque nem se aproxime; ligue imediatamente para a linha de avarias elétricas 800 506 506 (chamada grátis 24h).
5) Antes de utilizar um aparelho elétrico no exterior, assegure-se que o solo não está molhado e que o aparelho possui duplo isolamento II ou ficha com ligação à terra.

ESPECIAL CRIANÇAS

1) Para evitar que introduzam os dedos nas tomadas, instale tomadas com alvéolos protegidos ou aplique protetores próprios.
2) Sempre que se afastar das crianças, desligue os aparelhos que produzem calor, como o ferro de engomar e as placas elétricas.
3) Prefira brinquedos elétricos seguros que, em regra, são equipados com um transformador que reduz a tensão a um valor inofensivo.


CUIDADOS NA REPARAÇÃO

1) Não tente reparar equipamentos elétricos ou problemas na instalação elétrica. Contacte um técnico especializado.
2) Se faltar energia, atue como se as suas instalações estivessem permanentemente em tensão pois o fornecimento pode ser restabelecido a qualquer instante.

Pode reduzir a sua fatura de eletricidade, sem abdicar do conforto proporcionado por esta forma de energia, sem grande dificuldade.

Basta seguir algumas práticas de utilização racional dos seus equipamentos elétricos, tirando o máximo partido quer das suas funcionalidades e rentabilidade, quer das constantes inovações tecnológicas que vão surgindo no mercado.

APOSTE NA TECNOLOGIA
Antes de comprar um novo equipamento, verifique a etiqueta de eficiência energética e opte pelo de maior eficiência. Um electrodoméstico de classe A ou superior pode ser mais caro mas a poupança na factura da electricidade ao longo dos anos torna-o um investimento seguro. Substitua as lâmpadas incandescentes por lâmpadas economizadoras. Poupam 80% da energia eléctrica utilizada e duram até 10 vezes mais.

REDUZA AS PERDAS DE ENERGIA
Sempre que ligar aparelhos de climatização, mantenha as portas e janelas fechadas. Evite abrir a porta do frigorífico desnecessariamente e, quando o fizer, seja o mais rápido possível.

CRIE ROTINAS E HÁBITOS DE POUPANÇA
Evite manter ligados aparelhos que não está a utilizar. Se está a ver televisão na sala, desligue o rádio ligado no quarto. Ensine os seus filhos que é impossível jogar computador, ver TV e tocar guitarra eléctrica ao mesmo tempo. Sempre que possível, utilize as máquinas de lavar com a carga máxima e em programas de baixa temperatura. Retire os carregadores de bateria da ficha imediatamente após o seu aparelho estar carregado

DESLIGUE OS APARELHOS
Antes de sair de casa, desligue todos os aparelhos de que não necessita, como a televisão, a aparelhagem ou as lâmpadas. Procure desligar os equipamentos no botão e não apenas no comando pois, em modo stand-by, os aparelhos continuam a consumir energia. Utilize multitomadas para ligar e desligar vários equipamentos associados como por exemplo a televisão, o leitor de DVD e a aparelhagem.

Para se registar no edpOnline, faça o seguinte:


1. aceda à página de login Aqui
2. clique em Registar
3. identifique o seu comercializador (EDP Serviço Universal, S.A.)
4. introduza os códigos solicitados (consulte a sua fatura)
5. aceite as condições de adesão
6. preencha o formulário com restantes dados do utilizador.

Nota: verificar o endereço de e-mail pois é para aí que enviaremos o PIN para ativação do acesso.

 

Indique-nos o código de identificação local (CIL) que pretende consultar, através do formulário ajuda edpOnline, para procedermos à anulação do registo anterior e assim permitir um novo registo. Depois de enviado o formulário receberá resposta por e-mail.

 

Não. Para isso terá de pedir a anulação do registo atual e, posteriormente, fazer novo registo escolhendo o código de utilizador pretendido.

 

Para podermos reativar o seu acesso ao edpOnline preencha e envie o formulário ajuda edpOnline.

 

Para podermos reativar o seu acesso ao edpOnline preencha e envie o formulário ajuda edpOnline.

 

Por razões de segurança, como se esqueceu do código de utilizador do edpOnline, a única solução passa por repetir o processo e fazer um novo registo.

Indique-nos o código de identificação local (CIL) que pretende consultar, através do formulário ajuda edpOnline, para procedermos à anulação do registo anterior e assim permitir um novo registo.

 

Para repor a password do edpOnline proceda da seguinte forma:

1.aceda ao edpOnline
2.escolher a opção 'recuperar password'
3.introduza o código de utilizador ou e-mail e PIN
4.siga as instruções para reposição da password

 

O PIN de ativação é um código necessário para ativar o seu registo no edp online.
É-lhe pedido na primeira vez que acede à área reservada e só depois desse processo de ativação é que a informação fica disponível.
O PIN de ativação consta na mensagem de boas-vindas que é enviada, por e-mail, para a caixa de correio eletrónico mencionada no registo.

O PIN de ativação é enviado na mensagem de boas-vindas remetida, no momento de registo, para o seu endereço de e-mail.
Se não recebeu essa mensagem deve repetir o registo.

 

 

 

1. aceda ao edpOnline
2. clique em 'associar contrato'
3. selecione EDP Serviço Universal
4. introduza os códigos solicitados (consulte a sua fatura)
5. aceite as 'condições de adesão' O contrato fica na sua carteira de serviços, pronto a ser consultado.

 

Para remover um contrato da carteira do edpOnline, faça o seguinte:

1. aceda ao edpOnline
2. selecione a opção 'Ocultar Contrato'
3. Atenção: Remover o contrato da carteira de serviços do edpOnline não significa Rescisão do Contrato.

 

 

Depois de ter os contratos ativos no edpOnline, para comunicar a leitura, selecione a opção 'Leituras' no menu lateral e 'Comunicar Leitura'.


 

Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.